Brasilia: Ministerio da Saude, 2010. 370 p.
Organizations: 
Brazil. Ministério da Saúde
Brazil. Ministério da Educação
Brazil. Secretaria de Vigilancia em Saude
Brazil. Governo Federal
unicef
UNESCO
UNFPA
UNODC
Description: 
A serie de fascículos Adolescentes e Jovens para a Educação entre Pares, do Projecto Saude e Prevenção nas Escolas, como o próprio nome indica, é destinada a adolescentes e jovens. Tem como objectivo auxiliá-los (as) no desenvolvimento de acções de formação para promoção da saúde sexual e saúde reprodutiva, a partir do fortalecimento do debate e da participação juvenil. Os temas destes fascículos são dados pelos eixos de acção do Projecto Saude e Prevenção nas Escolas, sendo: 1) Adolescências: Juventudes e Participação; 2) Prevenção das DST, VIH e SIDA; 3) Diversidades Sexuais; 4) Álcool e outras drogas; 5) Raças e Etnias; 6) Géneros; e 7) Sexualidade e Saude Reprodutiva. O fascículo Educação entre Pares foi elaborado para subsidiar os(as) educadores(as) entre pares, participantes das actividade do projecto Saude e Prevenção nas Escolas (SPE) estabelecendo novos parâmetros para a formação de adolescentes e jovens no campo da sexualidade, da educação sobre drogas e da infecção pelas DST, o VIH e a SIDA. Este processo, conduzido geralmente por profissionais conta com pouca participação de adolescentes e jovens como agentes responsáveis e facilitadores. E está mais do que na hora de transformar esse quadro. Em todo o Brasil, já são diversas as iniciativas que abrem espaço para que as vozes de adolescentes e jovens ecoem por todos os lados. Uma delas é o projecto Saude e Prevenção Nas Escolas. A estratégia proposta neste fascículo é que o(a) facilitador(a) se aproprie da dinâmica de criação de oficinas e que ele(a) seja capaz de criar outras actividades que possam motivar debates. Dessa maneira, nenhuma oficina segue um rigor formal, como uma receita, mas segue uma lógica. Para isso, as actividades devem estar ao alcance de todos (as) para que sejam utilizados e modificadas com criatividade, a partir das realidades locais. Nesse processo de formação de facilitadores(as), o fundamental não está no uso isolado das práticas participativas, mas no conjunto de conceitos, actividades, objectivos e metas que se quer alcançar.
Languages: 
Record created by: 
BREDA