• Twitter
  • RSS

UNESCO HIV and Health Education Clearinghouse

Search resources

The search found 21 results in 0.015 seconds.

Search results

  1. Live life positively: know your HIV status

    On World AIDS Day 2018, HIV testing is being brought into the spotlight. And for good reason. Around the world, 37 million people are living with HIV, the highest number ever, yet a quarter do not know that they have the virus.

  2. Life Doesn’t Wait. Romania’s Failure to Protect and Support Children and Youth Living with HIV

    More than 7,200 Romanian children and youth age fifteen to nineteen are living with HIV—the largest such group in any European country. The vast majority were infected with HIV between 1986 and 1991 as a direct result of government policies that exposed them to contaminated needles and “microtransfusions” of unscreened blood. Despite Romania’s progressive expansion of access to antiretroviral drugs, these children and youth face pervasive stigma and discrimination that often impedes their enjoyment of basic rights and services. …

  3. An exploratory study of the sexual and reproductive health needs and rights of adolescents living with HIV in Lusaka

    With improved access to treatment for people living with HIV many are now able to live longer. As a result there is growing interest in overall quality of life issues. In many countries attention is increasingly being drawn to the unique and often neglected needs of different sub-groups including young people. This exploratory qualitative study sought to examine the sexual and reproductive health (SRH) needs and concerns and barriers to accessing related services for adolescents aged 10 – 19 years living with HIV in Zambia.

  4. Scaling up prevention of mother-to-child HIV transmission programs in sub-Saharan African countries: a multilevel assessment of site-,program- and country-level determinants of performance

    This study seeks to look at the influence of program-level and contextual determinants that pose a challenge to the uptake of prevention of mother-to-child HIV transmission programs in sub-Saharan Africa. This study explore thes multilevel factors associated with "coverage in single dose nevirapine PMTCT programs." The study found that heterogeneity of nevirapine coverage between sites and programs was high- meaning that in these programs there was a high HIV prevalance, a higher proportion of persons with knowledge of PMTCT, and a lower percentage of rural population. …

  5. Youth and the Global HIV Pandemic: Reaching Key Affected Populations and Empowering a Generation

    This article provides statistics which show how and why HIV prevalence among young people is falling. The article shows statistics in different regions and countries of the world where young people are living with HIV. Then, the article gives statistics about what kind of young people are at higher risk of HIV: sex workers, homosexuals, and injecting drug users. The article explains, through statistics, what is fueling the epidemic and what programs can work. …

  6. Keeping the Promise: AIDS Foundation East-West (AFEW) Annual Report 2009

    This is the annual report 2009 of AFEW, the NGO working with some of the poorest and most vulnerable people in Eastern Europe and Central Asia to adress one of the fastest growing HIV epidemics in the world.

  7. Manual clínico de alimentação e nutrição na assistência a adultos infectados pelo HIV

    O presente documento, elaborado pelo Programa Nacional de DST e Aids e Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, contou com a colaboração de profissionais da área de Nutrição e HIV/Aids de serviços e redes de apoio do país. O objetivo é trazer informação aos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde, envolvidos no aconselhamento e tratamento das pessoas vivendo com HIV e aids (PVHA). O objetivo deste material é servir de base na avaliação e aconselhamento nutricional. …

  8. Rotinas de Assistência Domiciliar Terapêutica (ADT) em HIV/AIDS

    A Assistência Domiciliar Terapêutica em Aids (ADT), implantada em 1995 no Brasil, constitui-se em uma modalidade assistencial com o objetivo de prestar atendimento multidisciplinar diferenciado, em nível domiciliar, às pessoas que vivem com HIV/AIDS. Contando com uma equipe formada por médico, enfermeira, assistente social e psicólogo, visa proporcionar ao paciente e sua família uma assistência integral, uma melhor qualidade de vida e uma redução no índice de demanda e ocupação dos leitos hospitalares. …

  9. Práticas educativas e prevenção de HIV/Aids: lições aprendidas e desafios atuais

    A prevenção tem sido uma questão crucial para os programas de controle da Aids. Os enormes progressos doá conhecimento e da técnica nesse campo não chegaram a alterar substantivamente os determinantes fundamentais da infecção e adoecimento de significativos contingentes populacionais. Neste ensaio busca-se sistematizar as lições que aprendemos no campo da prevenção nessas duas décadas de epidemia, tomando como base, em especial, a experiência brasileira. …

  10. Qualiaids : avaliação e monitoramento da qualidade da assistência ambulatorial em aids no SUS

    Desde o inicio da epidemia de aids, o Brasil expandiu expressivamente o número de serviços de atenção às pessoas que vivem com HIV/aids (PVHA). Hoje, em todo o país, mais de 600 serviços do SUS prestam assistência ambulatorial às PVHA. Esses serviços possuem diferentes configurações institucionais: são ambulatórios gerais ou de especialidades, ambulatórios de hospitais, unidades básicas de saúde, postos de saúde, policlínicas e serviços de assistência especializados em DST/HIV/aids (SAE). …

  11. Manual de adesão ao tratamento para pessoas vivendo com HIV e aids

    Com tiragem inicial de 10 mil exemplares, o Manual de Adesão ao Tratamento para pessoas vivendo com HIV e Aids material será distribuído para as os serviços e ONG que prestam assistência a pessoas vivendo com HIV/aids. A proposta é que esta publicação seja usada por profissionais que trabalham com este tema, com o objetivo de que as atividades em adesão extrapolem a compreensão focada apenas nos medicamentos e ampliem suas ações - de forma compartilhada com os usuários - para fora dos espaços tradicionalmente utilizados. …

  12. Global Consultation on Strengthening the Health Sector Response to Care, Support, Treatment and Prevention for Young People Living with HIV

    The overarching objective of the consultation was to review and synthesize the experiences of young people living with HIV and health workers responsible for providing services for them, including the identification of gaps and obstacles in the provision and use of services, in order to offer practical recommendations on how to improve the health sector response. …

  13. Guia para o Cuidador Domiciliar de Pessoas que Vivem com HIV/Aids

    Tendo-se em vista a importância da assistência integral às pessoas vivendo com HIV/aids, o respeito aos seus direitos e a sua dignidade, bem como das ações de prevenção e do amplo acesso ao tratamento para o prolongamento da expectativa e da qualidade de vida das pessoas vivendo com o HIV/Aids, o presente Guia pretende esclarecer, de modo simples e ilustrativo, as situações mais comuns com as quais se deparam os cuidadores domiciliares de pessoas que necessitam de atenção especial. …

  14. Tendências da epidemia de AIDS entre subgrupos sob maior risco no Brasil, 1980-2004

    O presente trabalho tem por objetivo apresentar as tendências da epidemia de AIDS em grupos populacionais sob maior risco no Brasil no período de 1980-2004. Entre os anos de 1980 e 1988, os casos homossexuais ou bissexuais masculinos correspondiam à maioria. Posteriormente, há um decréscimo importante no papel desempenhado pelos HSH e ocorre um acréscimo nas outras categorias de exposição. Neste sentido, a análise da dinâmica da epidemia de AIDS no Brasil mostra a importância dos grupos HSH e UDI masculinos enquanto grupos de risco diferenciado.

  15. Sexualidade de mulheres vivendo com HIV/AIDS em São Paulo

    O artigo apresenta um estudo realizado com 1.068 mulheres soropositivas. Os questionários elaborados visavam descrever os aspectos da vida sexual e reprodutiva das entrevistadas, bem como a maneira como elas percebiem o aconselhamento nesta área fornecido pelos Centros de Referências. Constatou-se que o conhecimento sobra a transmissão materno-infantil é reduzido, e as entrevistadas também se referiram ao pocuo espaço e acolhimento para discutir sexualidade, emáespecial suas intenções reprodutivas. …

Pages

Our mission

Supporting education ministries, researchers and practitioners through a comprehensive database, website and information service.