• Twitter
  • RSS

UNESCO HIV and Health Education Clearinghouse

Search resources

The search found 31 results in 0.021 seconds.

Search results

  1. Fulfilling our promise to young people today: 2013-2015 progress review

    On 7 December 2013, in Cape Town, South Africa, Ministers of Education and Health from 201 countries in Eastern and Southern Africa (ESA) agreed to work collaboratively towards a vision of young Africans who are global citizens of the future, who are educated, healthy, resilient, socially responsible, informed decision-makers, and have the capacity to contribute to their community, country, and region. They affirmed a commitment to the right to the highest possible level of health, education, non-discrimination, and well-being of current and future generations. …

  2. Report card. HIV prevention for girls and young women: Mozambique

    This report card aims to provide a summary of HIV prevention for girls and young women in Mozambique. This Report Card is one in a series produced by the International Planned Parenthood Federation (IPPF), under the umbrella of the Global Coalition on Women and AIDS, and with the support of the United Nations Population Fund (UNFPA) and Young Positives. The Report Card is an advocacy tool. It aims to increase and improve the programmatic, policy and funding actions taken on HIV prevention for girls and young women in Mozambique. …

  3. Guia de Tratamento Clínico da Infecção pelo HIV em pediatria

    A necessidade de rever e sistematizar questões complexas e controversas no âmbito da terapêutica anti-retroviral - TARV - em crianças levou o Programa Nacional de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids, do Ministério da Saúde, a constituir grupos de trabalho para discussão e elaboração de documentos que refletissem o Consenso Nacional a propósito do tema. O primeiro Consenso sobre Terapia Anti-retroviral em Crianças foi publicado em 1997. …

  4. Diretrizes para implantação do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas

    O Ministério da Educação e o Ministério da Saúde apresentam às instituições de educação, saúde e organizações da sociedade civil as diretrizes norteadoras do Projeto "Saúde e Prevenção nas Escolas" (SPE). Esse Projeto conta com o apoio da UNESCO - Organizações das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura - do UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância e do UNFPA - Fundo de População das Nações Unidas, no planejamento, na execução, no monitoramento e na avaliação das ações desenvolvidas em âmbito federal, estadual e municipal. …

  5. Manual clínico de alimentação e nutrição na assistência a adultos infectados pelo HIV

    O presente documento, elaborado pelo Programa Nacional de DST e Aids e Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, contou com a colaboração de profissionais da área de Nutrição e HIV/Aids de serviços e redes de apoio do país. O objetivo é trazer informação aos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde, envolvidos no aconselhamento e tratamento das pessoas vivendo com HIV e aids (PVHA). O objetivo deste material é servir de base na avaliação e aconselhamento nutricional. …

  6. Rotinas de Assistência Domiciliar Terapêutica (ADT) em HIV/AIDS

    A Assistência Domiciliar Terapêutica em Aids (ADT), implantada em 1995 no Brasil, constitui-se em uma modalidade assistencial com o objetivo de prestar atendimento multidisciplinar diferenciado, em nível domiciliar, às pessoas que vivem com HIV/AIDS. Contando com uma equipe formada por médico, enfermeira, assistente social e psicólogo, visa proporcionar ao paciente e sua família uma assistência integral, uma melhor qualidade de vida e uma redução no índice de demanda e ocupação dos leitos hospitalares. …

  7. Práticas educativas e prevenção de HIV/Aids: lições aprendidas e desafios atuais

    A prevenção tem sido uma questão crucial para os programas de controle da Aids. Os enormes progressos doá conhecimento e da técnica nesse campo não chegaram a alterar substantivamente os determinantes fundamentais da infecção e adoecimento de significativos contingentes populacionais. Neste ensaio busca-se sistematizar as lições que aprendemos no campo da prevenção nessas duas décadas de epidemia, tomando como base, em especial, a experiência brasileira. …

  8. Diretrizes para o fortalecimento das ações de adesao ao tratamento para pessoas que vivem com HIV e aids

    O Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de DST e Aids, apresenta às organizações governamentais e da sociedade civil, que desenvolvem ações em HIV e Aids, as Diretrizes Nacionais para Fortalecer as Ações de Adesão para as pessoas que vivem com HIV ou aids (PVHA). Essas diretrizes têm a intenção de afirmar a importância da adesão ao tratamento, compreendida na sua maior amplitude conceitual, e recomendar ações que proporcionem melhoria na qualidade de vida de quem vive com HIV ou aids. …

  9. Qualiaids : avaliação e monitoramento da qualidade da assistência ambulatorial em aids no SUS

    Desde o inicio da epidemia de aids, o Brasil expandiu expressivamente o número de serviços de atenção às pessoas que vivem com HIV/aids (PVHA). Hoje, em todo o país, mais de 600 serviços do SUS prestam assistência ambulatorial às PVHA. Esses serviços possuem diferentes configurações institucionais: são ambulatórios gerais ou de especialidades, ambulatórios de hospitais, unidades básicas de saúde, postos de saúde, policlínicas e serviços de assistência especializados em DST/HIV/aids (SAE). …

  10. Direitos Humanos e HIV/AIDS: Avanços e perspectivas para o enfrentamento da epidemia no Brasil

    Não é possível dissociar direitos humanos do enfrentamento das DST/HIV/aids. O processo de reconhecimento do direito ao acesso universal a prevenção, diagnóstico e tratamento constitui importante bandeira de direitos humanos desde o inicio da epidemia. Afirmar a dignidade do ser humano é o que traz sentido para, por exemplo, a discussão sobre a função social da propriedade intelectual frente o direito à saúde. Além da disponibilização de preservativos e medicamentos anti-retrovirais, trata-se de uma luta constante contra as desigualdades sociais. …

  11. Manual de adesão ao tratamento para pessoas vivendo com HIV e aids

    Com tiragem inicial de 10 mil exemplares, o Manual de Adesão ao Tratamento para pessoas vivendo com HIV e Aids material será distribuído para as os serviços e ONG que prestam assistência a pessoas vivendo com HIV/aids. A proposta é que esta publicação seja usada por profissionais que trabalham com este tema, com o objetivo de que as atividades em adesão extrapolem a compreensão focada apenas nos medicamentos e ampliem suas ações - de forma compartilhada com os usuários - para fora dos espaços tradicionalmente utilizados. …

  12. Variáveis culturais e psicossociais associadas à vulnerabilidade étnica ao HIV/AIDS: estudo comparativo entre Brasil e França

    Esta pesquisa teve por objetivo identificar aspectos culturais e psicossociais associados às vulnerabilidades de jovens afrodescendentes e brancos, no Brasil e na França, ao HIV/Aids. A pesquisa foi realizada em duas etapas: a primeira, qualitativa, com 36 entrevistas a estudantes do ensino médio no Brasil com o objetivo de fornecer elementos indicadores sobre a vulnerabilidade, conhecimentos e Representações Sociais da aids dos jovens brasileiros, além de indicar elementos para a elaboração de um questionário a ser aplicado na segunda etapa. …

  13. Metodologia de educação entre pares

    O propósito da série Adolescentes e Jovens para a Educação entre Pares, do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), propósito não é ser apenas mais um conjunto de fascículos, e sim trazer provocações e aprofundar o conhecimento que os(as) adolescentes e jovens têm a respeito de temas presentes em toda a sociedade, e que, muitas vezes, são tratados de maneira equivocada ou com preconceitos. …

  14. Diversidades Sexuais

    O propósito da série Adolescentes e Jovens para a Educação entre Pares, do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), propósito não é ser apenas mais um conjunto de fascículos, e sim trazer provocações e aprofundar o conhecimento que os(as) adolescentes e jovens têm a respeito de temas presentes em toda a sociedade, e que, muitas vezes, são tratados de maneira equivocada ou com preconceitos. Ao mesmo tempo, deseja orientar o trabalho por meio de oficinas, debates e leituras. Pretende, também, provocar reflexões e instigar o diálogo sobre as temáticas do SPE dentro das escolas brasileiras. …

  15. Adolescências: Juventude e Participação

    O propósito da série Adolescentes e Jovens para a Educação entre Pares, do Projeto Saúdeáe Prevenção nas Escolas (SPE), propósito não é ser apenas mais um conjunto de fascículos, e sim trazer provocações e aprofundar o conhecimento que os(as) adolescentes e jovens têm a respeito de temas presentes em toda a sociedade, e que, muitas vezes, são tratados de maneira equivocada ou com preconceitos. Ao mesmo tempo, deseja orientar o trabalho por meio de oficinas, debates e leituras. Pretende, também, provocar reflexões e instigar o diálogo sobre as temáticas do SPE dentro das escolas brasileiras. …

Pages

Our mission

Supporting education ministries, researchers and practitioners through a comprehensive database, website and information service.