• Twitter
  • RSS

UNESCO HIV and Health Education Clearinghouse

Search resources

The search found 21 results in 0.028 seconds.

Search results

  1. Toolkit for transition of care and other services for adolescents living with HIV

    This Toolkit is a guide that assists both health care providers (HCPs) and community care providers (CCPs) to tailor a package of services for adolescents living with HIV. HCPs and CCPs are the primary users of the Toolkit, and they should use the Toolkit and distribute content/tools as appropriate to the adolescent and the family/caregiver. The Toolkit provides: 1. …

  2. Building Protection and Resilience: Synergies for child protection systems and children affected by HIV and AIDS

    This paper seeks to identify which HIV-specific issues are of relevance to child protection programming, and vice versa. …

  3. Social and economic determinants of unequal HIV care access among people living with HIV in Peru

    Equity in access to health care among people living with HIV has not been extensively studied in Peru. This research aims to assess the extent to which health care provision for persons living with HIV was equitable and where there was lower access, and the factors associated with lower access. The study was conducted among adult PLHA in four cities in Peru. Between September 2008 and January 2009, 863 individuals from four cities in Peru were enrolled. The study found that transgender identity and age younger than 35 years old, were associated with lower access to health care. …

  4. Methadone maintenance treatment and mortality in HIV-positive people who inject opiods in China

    The objective of the study was to examine the effect of methadone maintenance treatement on mortality in people who inject opiods and who also recieve ART for the treatment of HIV in China. The study took place between December 3, 2002 and December 31, 2011. Mortality, disease and treatment characteristics were compared in patients who received either ART and MMT or only ART. Overall, mortaliy 6 months after starting ART was lwer with ART and MMT than with only ART. …

  5. New Treatment gives hope to East Africa's drug users

    This article is about the national methadone project launched in the United Republic of Tanzania -- the first mainland sub-Saharan country to launch such a program -- as part of a battle to fight heroin addiction and HIV infection. Heroin users contribute to the HIV pandemic in Tanzania by needle sharing, therefore, the idea behind the methadone project is to safely ween heroin users off of the drug. The program is funded by the US President's Emergency Plan for AIDS Relief, as a response to Tanzania's growing epidemic of people who inject drugs. …

  6. Premiers résultats de l’enquête « Les conditions de vie des personnes séropositives en Belgique francophone (Wallonie et Bruxelles) ». Rapport court

    L’enquête, coordonnée par la Plate-forme Prévention Sida (PPS) et l’Observatoire du sida et des sexualités (OSS), avec l’appui du Centre d’études sociologiques (CES) des Facultés universitaires Saint-Louis, avait pour objectif de : - préciser le profil socioéconomique des personnes vivant avec le VIH/sida, - connaître leurs principales difficultés et ressources dans leur vie quotidienne, - identifier l’ampleur, la forme et la récurrence des cas de stigmatisation et de discrimination dans différents domaines (professionnel, affectif, administratif, etc.). …

  7. Young People Living with HIV Around the World: Challenges to health and well-being persist

    Around the world, 5 million young people are living with HIV. Most live in the Global South in countries that lack the resources to meet their needs. They face widespread stigma in a world that still often misunderstands HIV and fears or blames those who have it – and the majority of HIV-positive youth are women, placing them at an even greater societal disadvantage in many countries. This brief provides an overview of HIV-positive youth: who is infected, treatment options and challenges, needs of positive youth, stigma and programs.

  8. Manual clínico de alimentação e nutrição na assistência a adultos infectados pelo HIV

    O presente documento, elaborado pelo Programa Nacional de DST e Aids e Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, contou com a colaboração de profissionais da área de Nutrição e HIV/Aids de serviços e redes de apoio do país. O objetivo é trazer informação aos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde, envolvidos no aconselhamento e tratamento das pessoas vivendo com HIV e aids (PVHA). O objetivo deste material é servir de base na avaliação e aconselhamento nutricional. …

  9. Rotinas de Assistência Domiciliar Terapêutica (ADT) em HIV/AIDS

    A Assistência Domiciliar Terapêutica em Aids (ADT), implantada em 1995 no Brasil, constitui-se em uma modalidade assistencial com o objetivo de prestar atendimento multidisciplinar diferenciado, em nível domiciliar, às pessoas que vivem com HIV/AIDS. Contando com uma equipe formada por médico, enfermeira, assistente social e psicólogo, visa proporcionar ao paciente e sua família uma assistência integral, uma melhor qualidade de vida e uma redução no índice de demanda e ocupação dos leitos hospitalares. …

  10. Manual de rotinas para assistência de adolescentes vivendo com HIV/Aids

    Adolescentes e jovens estão sendo infectados e afetados pelo HIV mais do que qualquer outro grupo populacional. As características sócio-demográficas e culturais dos adolescentes e jovens vivendo com HIV/aids mostram a necessidade de se implementar ações de intervenção preventiva e clínica de qualidade que contemple as necessidades desse grupo populacional de forma mais efetiva, integral e participativa. …

  11. Qualiaids : avaliação e monitoramento da qualidade da assistência ambulatorial em aids no SUS

    Desde o inicio da epidemia de aids, o Brasil expandiu expressivamente o número de serviços de atenção às pessoas que vivem com HIV/aids (PVHA). Hoje, em todo o país, mais de 600 serviços do SUS prestam assistência ambulatorial às PVHA. Esses serviços possuem diferentes configurações institucionais: são ambulatórios gerais ou de especialidades, ambulatórios de hospitais, unidades básicas de saúde, postos de saúde, policlínicas e serviços de assistência especializados em DST/HIV/aids (SAE). …

  12. Manual de adesão ao tratamento para pessoas vivendo com HIV e aids

    Com tiragem inicial de 10 mil exemplares, o Manual de Adesão ao Tratamento para pessoas vivendo com HIV e Aids material será distribuído para as os serviços e ONG que prestam assistência a pessoas vivendo com HIV/aids. A proposta é que esta publicação seja usada por profissionais que trabalham com este tema, com o objetivo de que as atividades em adesão extrapolem a compreensão focada apenas nos medicamentos e ampliem suas ações - de forma compartilhada com os usuários - para fora dos espaços tradicionalmente utilizados. …

  13. Recomendações para Terapia Antirretroviral em Crianças e Adolescentes Infectados pelo HIV

    A partir de 1994, o Programa Nacional de DST e Aids passou a publicar o Guia de Tratamento Clínico da Infecção pelo HIV em Crianças, com as informações mais importantes sobre os avanços ocorridos nas orientações para o tratamento e acompanhamento das crianças infectadas e expostas ao HIV. Esse Consenso, revisto periodicamente pelo Comitê Assessor para Terapia Antirretroviral em Crianças Infectadas pelo HIV, tem incluído novos temas cada vez mais abrangentes, com o intuito de tornar-se uma referência para os profissionais que têm dificuldade de acesso a outras referências técnicas. …

  14. Guia para o Cuidador Domiciliar de Pessoas que Vivem com HIV/Aids

    Tendo-se em vista a importância da assistência integral às pessoas vivendo com HIV/aids, o respeito aos seus direitos e a sua dignidade, bem como das ações de prevenção e do amplo acesso ao tratamento para o prolongamento da expectativa e da qualidade de vida das pessoas vivendo com o HIV/Aids, o presente Guia pretende esclarecer, de modo simples e ilustrativo, as situações mais comuns com as quais se deparam os cuidadores domiciliares de pessoas que necessitam de atenção especial. …

  15. Tendências da epidemia de AIDS entre subgrupos sob maior risco no Brasil, 1980-2004

    O presente trabalho tem por objetivo apresentar as tendências da epidemia de AIDS em grupos populacionais sob maior risco no Brasil no período de 1980-2004. Entre os anos de 1980 e 1988, os casos homossexuais ou bissexuais masculinos correspondiam à maioria. Posteriormente, há um decréscimo importante no papel desempenhado pelos HSH e ocorre um acréscimo nas outras categorias de exposição. Neste sentido, a análise da dinâmica da epidemia de AIDS no Brasil mostra a importância dos grupos HSH e UDI masculinos enquanto grupos de risco diferenciado.

Pages

Our mission

Supporting education ministries, researchers and practitioners through a comprehensive database, website and information service.